11 de jul de 2011

O Inverno

Outro dia a Janice Trombini leu um texto meu sobre inverno e pediu que eu criasse outro, mais apropriado para um evento que ela apresentaria. Imagina se eu não fiquei feliz. Escrever alimenta minha alma.

Do pedido saiu o seguinte texto:

O Inverno
Amado por alguns. E por outros nem tanto. Talvez seja esse o destino comum a todas as coisas.
Hoje quero apresentar-lhe sem formalidades, algo especial. Já deves tê-lo visto. E talvez o tenha interpretado rapidamente, sem se permitir conhecê-lo. Afinal nós fazemos julgamentos precipitados o tempo todo, não é? Costumamos não dar chance a descobertas reveladoras, pois o que é já conhecido é mais cômodo.

Respire fundo. Abra os olhos do coração. E não esqueça um casaco quente. Meu amigo inverno chegou e te fará companhia por alguns meses.

Esta estação do ano mais fria é aquela que mais quer uma chance de conquistar você. O inverno quer lhe mostrar suas maiores belezas. Permita-me guiá-lo.

O Inverno é romanesco. É vinho em frente à lareira. Edredom envolto num casal apaixonado. É aconchego. É abraço. É cor. É suavidade. É caminhar junto e dividir as luvas.

O inverno é chique. Elegante. Enquanto a primavera é a criança brincando, o inverno é o ser humano que desliza sofisticado. Inverno é a maturidade.

É nessa estação que as pessoas estão mais calorosas e caridosas. Consegue perceber? O frio valoriza ainda mais o calor humano. O inverno transforma a sua própria antítese em sua maior força e beleza.
Assim inverno é poesia. Poesia das ruas e das almas das pessoas. Poesia que invade as manhãs com a geada e que em alguns lugares brinda com a neve.

O inverno é também o mensageiro das estações. Ele sempre te oferta a mais linda mensagem. A cada chegada o inverno invade teu corpo. Arrepia você com o sopro gélido em suas veias, só para lembrar-te: Hei estás vivo, e isso é uma dádiva.

Se há uma ordem para as estações no seu surgimento, creio que o inverno pode ter surgido por último. Mas tenho um palpite: o inverno pode ter sido o derradeiro, mas é após ele que o ciclo recomeça.

Permita-me brincar com as palavras e afirmar: o inverno é a apoteose climática.

Deixe-se conquistar por ele. Conheça-o em todas as suas faces.
O frio pode fazer seu coração ainda mais quente. E isso é bom não é?


2 comentários:

  1. Vivian....teu texto foi lido durante a entrega dos troféus do Grupo Imagem nas cidades de Caxias do Sul e Farroupilha e foi além de muito aplaudido, elogiado.Repasso a ti os elogios. Além disso, eles costumam publicar os textos que costumo ler no jornal e pediram se fosse possível a publicação do teu....então sairá esta semana, no Jornal local o texto de Vivian Dias, o Inverno.
    Foi muito bom, o prêmio foi um sucesso e meu passeio nota 1000.Obrigada pelo carinho.bjos

    ResponderExcluir
  2. Assim ñ vale guria. quase me apaixonei pelo inverno.
    :P
    L.
    *-*

    ResponderExcluir