28 de fev de 2010

Do saber

Eu disse a ele que não sabia. Só sabia que não sabia.
Eu o amava. Sim, creio que sim. Mas era aquele amor completo? Não sei.
O queria por perto. Mas era para compensar uma dor ou por amar ele verdadeiramente? Com suas qualidades e seus defeitos? Ou seria só esse vazio que tenho que fazia com que o desejasse sempre por perto?
Esse sentimento que tenho é forte o suficiente? Ou é reflexo de dores passadas? E medos contidos?
Ele parece ser ideal. Mas ele é? Ou acredito ser porque aparenta ser doce, sincero, fiel, carinhoso, romântico?
Ele tem essas qualidades? Ou imagino que ele tem e vejo apenas o que meu coração precisa ver?
Tantas perguntas e tão pouco tempo para tentar saber as respostas...
Será que falando abertamente com ele sobre isso ele entendeu? Ou ficou triste?
Deveria falar tudo que penso e sinto? Ou mantenho-me em silêncio?
Saber que nada se sabe é quase um tormento...

Um comentário: