11 de jan de 2010

Das minhas esquisitices


Hoje a tarde cheguei do trabalho e fiquei na sala acessando alguns sites. Não esperava que uma das minhas gatas conseguisse mais uma proeza me deixando numa situação um tanto inusitada.
Estou morando numa casa ( morava num apartamento) e as gatas resolveram passear pela vizinhança. A última vez a Sophia ( a mais nova) foi na casa da vizinha dos fundos. A senhora deve ter uns oitenta anos. Usa uma bengala como apoio. E resolveu pegar a gata para me alcançar. Disse a ela que iria lá buscar. Mas ela fazia questão de pegá-la. Pelo jeito também gostava de gatos ( ainda bem). Mas ao ver ela largar a bengala, e subir uma rampa...caminhando com dificuldade fiquei assustada. Já pensou se ela cai e se machuca? Ela levou uns bons minutos para mover-se e eu só torcia que a Sophia não resolvesse brincar de pega pega com a senhora...
Finalmente ela me entrega a gata. E eu saio aliviada...
Hoje, ouvi uns barulhos estranhos que não soube identificar. Fui aos fundos e não notei nada de diferente...Voltei para o pc. Passados uns segundos escutei novamente o barulho. E sai pela casa a procura. Entrei no meu quarto e pego a Sophia na minha cama com um pássaro. Fui até ela temendo que ele já estivesse morto. Afinal as duas gatas sempre me aprontam essa de caçar. Entendo que é seus instintos. Mas definitivamente isso não me agrada. Já perdi as contas de quantos morcegos salvei e outros tantos enterrei quando morava no apartamento.
Para minha surpresa o pássaro estava bem...
Feliz da vida por ter evitado a morte do pássaro voltei para sala com ele nas mãos....
Mas... E agora?
Não sabia de que ninho ela tirou ele. E mesmo que eu soubesse não adiantaria muito. Já que a mãe podia não estar lá ou mesmo rejeitá-lo. ( sim eu pesquisei na net). O problema é que eu não faço a menor ideia de como cuidar de um pássaro. Ainda mais um bebê...A net fala muito sobre vários tipos de alimentação. E escolhendo a errada eu colocaria a vida dele em risco...Só o fato dele estar numa casa com dois gatos era um risco...
Consegui dar água e coloquei-o numa caixa...
Fiquei um bom tempo pensando...e lembrei do seu Cassol que tem um viveiro de pássaros. Liguei para um jornal da cidade, que já tinha feito uma matéria com ele, e perguntei pelo telefone. A telefonista não sabia me informar. E eu tinha o número apenas na Câmara. Entretanto entre conversas de msn soube do endereço do senhor e assim consegui o telefone.
Falei com seu Cassol que prontamente pediu que eu lhe levasse o pássaro. Embora eu apenas desejasse dicas de como cuidar dele. Decidi levar a ave para lá que seria o melhor lugar...
A chance dele sobreviver é pequena. Mas existe...Daqui uns dias vou lá ver como ele está.
Aliás lá é um bom lugar de visitar. Quem quiser ir fica na Pinheiro Machado 1161.

Sim, caro leitor(a). Sei que deve estar rindo. A situação é estranha mesmo. Mas eu não ia deixar o bichinho morrer neh...
Esquisitice por esquisitice desse mundo....Eu fico com as minhas....

Um comentário:

  1. minha esquisita favoritaaaa
    quem dera no mundo tvesse + esquisitos q nem tu.
    o planeta seria outro ñ acha florzinha?


    :-)

    ***

    ResponderExcluir