4 de set de 2009

Saudade de...

Estava sentada na sacada do prédio onde moro no final da tarde. De repente senti de leve teu perfume...Como se você estivesse próximo a mim. Eu sorri, embora a saudade me doesse. Minutos depois lembrei de você calmamente deitado em meu colo. Recordei como se vivesse novamente a sensação de sentir teus cabelos e o calor da tua presença. A tua voz apoderou-se da minha alma...
E pensei que a saudade fosse matar-me...Só então percebi que é a saudade de você que mantém meu elo...
Onde quer que você esteja...com quem quer que vá meu amor estará zelando por ti.
Ao ouvir umas músicas lembrei do teu canto doce. E da maneira que desabafava em meias palavras. Como se temesse contar teus medos...
Não sei explicar o que sinto. Infelizmente não pude ainda apagar você de mim. Apesar dos poucos minutos ao teu lado...
Se não tivesse acontecido comigo eu diria que não é verdade que uma pessoa em pouco tempo pudesse tocar para toda eternidade a alma de outra...
Um dia quem sabe eu entenda esse sentimento...E um dia quem sabe eu possa te explicar...Olhando nesses olhos negros...Que gostaria que nunca se afastasse de mim...

2 comentários:

  1. nossa... apaixonada, amiga?
    beijocasssssssss.

    ResponderExcluir
  2. Há não...não é paixao...
    Nem poderia...Acho que nem acontecerá novamente....
    ehehehehhe
    Bjs

    ResponderExcluir